Justiça Terapêutica inicia programa de capacitação de rede parceira

| 0 comentários

Foi realizada na tarde desta quarta-feira (9), no Auditório do Fórum Fenelon Teodoro Reis, a abertura do Projeto de Fortalecimento da Rede Parceira do Justiça Terapêutica.

No total, 24 representantes de 6 comunidades terapêuticas vão participar dos três módulos do programa, que serão desenvolvidos ao longo do semestre. As aulas serão semanais, mas também estão previstas visitas nas instituições. Inicialmente, eles aprenderão a criar projetos terapêuticos e, em seguida, a fazer planejamento estratégico. No último módulo, terão aulas sobre elaboração de projetos para buscar recursos públicos.

“Estas comunidades têm muito boa vontade, mas falta infraestrutura, recursos humanos e algumas delas ainda funcionam com documentação irregular. Nossa ideia é nos aproximarmos dessa realidade e auxiliá-las a prestar um serviço com qualidade superior, melhorando o atendimento que já é feito”, afirmou a coordenadora do Justiça Terapêutica, juíza Umbelina Zorzetti.

De acordo com Umberto Augusto de Medeiros, presidente da Associação de Promoção Humana, que possui duas fazendas com capacidade para atender até 45 dependentes químicos, os imóveis estão abalados e, apesar da necessidade de construir novos espaços como um galpão para esportes, a associação não tem como buscar recursos. “Acreditamos que o curso possa nos ajudar muito na formalização dos pedidos e na realização dos projetos”, complementou o ex-presidente da entidade, João Vitor.

Justiça Terapêutica

O Projeto Justiça Terapêutica atende cerca de 400 pessoas, oferecendo tratamento ao infrator usuário de drogas que cometeu um crime. Essas pessoas são acolhidas por uma equipe multidisciplinar, passam por testes e participam de atividades como dançoterapia, bioterapia, musicoterapia e de inserção social e no mercado de trabalho.

“Nossa visão com esse projeto de capacitação das comunidades terapêuticas é macro. Não podemos acolher, motivar e não ter para onde enviar essas pessoas. Estas instituições precisam estar preparadas para a chegada dessas pessoas”, afirmou Umbelina.

TJ GO http://www.tjgo.jus.br/bw/?p=76791

Autor: admin

Nossa banca de advogados iniciou suas atividades em 04 de abril de 2001, por iniciativa do sócio MURILO AMADO CARDOSO MACIEL que vindo da magistratura deseja prestar serviço de advocacia com qualidade e seriedade. Para isso contou com a colaboração de seu filho, atual sócio, RAFAEL FERNANDES MACIEL – OAB/GO 21.005 que juntos buscaram a realização desse sonho de um escritório grande e que preste serviços de qualidade.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.