No divórcio, foro de domicílio da mulher não vale se marido é inválido

| 0 comentários

AÇÃO DE DIVÓRCIO

Revista Consultor Jurídico

Conjur

“No confronto entre as normas que privilegiam o foro da residência da mulher e o do domicílio de representante de marido incapaz, deve prevalecer a regra que protege o último, pela fragilidade evidentemente maior de quem atua representado. Com esse entendimento a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça reformou decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais que, em ação de divórcio, reconheceu o foro privilegiado da mulher em detrimento do cônjuge incapaz.”

Leia Mais em: http://www.conjur.com.br/2014-set-14/divorcio-foro-domicilio-mulher-nao-vale-marido-invalido?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.