Novos critérios para multis valem este ano

| 0 comentários

rior deverão comprovar que tiveram, no mínimo, 10% de lucratividade em relação aos produtos exportados para serem dispensadas do cálculo do preço de transferência sobre cada um desses produtos.Assim, em relação à apuração do Imposto de Renda (IR) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) realizada até 31 de dezembro de 2012, permanece válido o mínimo de 5%.

O esclarecimento consta da Instrução Normativa da Receita Federal nº 1.322, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira. “A medida é importante porque se o novo percentual fosse válido a partir de 2012, seria grande fonte de discussões judiciais entre a Receita e empresas”, afirma o advogado Diego Marchant, do escritório Machado Meyer.

Esse percentual mínimo de lucratividade foi elevado por meio da Instrução Normativa nº 1.312, publicada no dia 31 de dezembro. Além de obedecer o novo percentual, de acordo com a IN 1.312, as empresas deverão provar que suas exportações a vinculadas limitam-se a 20% do total de receita líquida de exportação anual para serem dispensadas do cálculo do preço de transferência.

Assim, para serem dispensadas do cálculo do preço de transferência a partir deste ano, as empresas precisarão comprovar o mínimo de 10% de lucratividade, considerando esse limite de 20%, ou assegurar que as exportações para vinculadas no exterior representam até 5% das suas receitas totais, segundo o advogado Alexandre Siciliano Borges, do escritório Lacaz Martins, Pereira Neto, Gurevich & Schoueri Advogados.

O Fisco impõe a aplicação das complexas regras de preço de transferência para que empresas brasileiras não usem operações, de importação ou exportação, com vinculadas lá fora para reduzir a base de cálculo do IR ou da CSLL a pagar no Brasil.

 

Por Laura Ignacio I Valor Econômico http://www.valor.com.br/brasil/2975872/dia-dia-tributario-novos-criterios-para-multis-valem-este-ano

Autor: admin

Nossa banca de advogados iniciou suas atividades em 04 de abril de 2001, por iniciativa do sócio MURILO AMADO CARDOSO MACIEL que vindo da magistratura deseja prestar serviço de advocacia com qualidade e seriedade. Para isso contou com a colaboração de seu filho, atual sócio, RAFAEL FERNANDES MACIEL – OAB/GO 21.005 que juntos buscaram a realização desse sonho de um escritório grande e que preste serviços de qualidade.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.