Seguradora deve pagar benefício em caso de suicídio não premeditado

| 0 comentários

Indenização pecunitária

TJ/SC citou súmula do STF dispondo que o suicídio não afasta o pagamento do seguro, salvo de houver premeditação comprovada.

Migalhas

“Uma seguradora deverá pagar R$ 15 mil, por morte acidental, ao esposo de uma mulher que cometeu suicídio. A sentença foi mantida pela 9ª câmara de Direito Civil do TJ/SC, que deu parcial provimento ao recurso, apenas para determinar que a atualização monetária incida desde o efetivo prejuízo.”

Leia Mais: http://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI210288,11049-Seguradora+deve+pagar+beneficio+em+caso+de+suicidio+nao+premeditado

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.